sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Nosso amor em DVD




Nosso amor saiu em DVD. Quem imaginava que um dia ele seria lançado? Pois aí está, para ser visto e revisto por nós dois. Cada um com a sua cópia.

Este com certeza foi o melhor de todos os shows. Da concepção aos ensaios. Que resultado! Mal precisou de edição, né? Erramos tanto no começo que, quando nos dispusemos a fazer pra valer, o resultado foi invejável. Será difícil nos superarmos numa próxima turnê. Mas que graça teria se não houvesse o desafio? 

Depois de sermos tão vaiados no início, terminamos sendo ovacionados graças a maturidade que conquistamos. No momento, estou vivendo o necessário ócio criativo.

Este registro é a nossa melhor coletânea. Desde a capa, está tudo ali. Nossos melhores ângulos junto às nossas caras mais espontâneas. E essas, para mim, são as melhores performances. Tudo em belas imagens, com som muito claro, momentos em cores, outros, em preto e branco. Nada será esquecido e jamais daria para retratarmos em um livro de fotos. Frio demais para nós dois.

O tempo de exibição também está ideal. Mantivemos o ritmo. Definitivamente acertamos a mão.

Acho engraçado como, no geral, parece que faz mais tempo do que quando realmente tudo aconteceu. Por outro lado, há momentos que parecem terem sido filmados ontem.

Eu adoro aquela parte dos apelidos que demos um para o outro. Quanta criatividade. Aquilo não se acha em locadora alguma. Mas um dia outros também farão isso e dirão que nos usaram como “inspiração”. Nunca plágio!

Assistindo a tudo, mesmo que pela primeira vez durante este lançamento, não nos vejo mais naquele palco. Porém, lembro de cada detalhe do show. Quando nos trombamos naquela troca de roupas; qual música deixar e qual tirar; quando você atrasou para entrar – você sempre atrasava; quando mudamos a coreografia porque o outro não pegava o jeito, e aquela que criamos do nosso jeito, sem dar ouvidos ao coreógrafo; quando morremos de rir depois daquela improvisação; quando nos beijamos de novo e isso estava fora do combinado.

Ainda bem que decidimos incluir os bastidores. Decisão que tomamos juntos para nunca esquecermos o trabalho que dá construir um belo espetáculo.

Entre músicas lentas e agitadas do nosso repertório, a de abertura realmente é a que causa mais expectativa sobre o que está por vir. E sem dúvida fizemos a melhor escolha para encerrar o show quando dançamos tão gostoso enquanto ainda havia brilho em nós para aquela última apresentação.

Assistirei sempre com muito amor o nosso DVD que jamais estará à venda.



Nenhum comentário: