domingo, 3 de junho de 2012

Feliz "Roteiro dos Namorados"





Saí do cinema dizendo à minha amiga que Nicholas Sparks será responsável por cada solteira depressiva que habita este plano. Me explico. Após assistir a “Um Homem de Sorte”, entendi o motivo de milhões de mulheres se estapearem pelos lançamentos do autor bonitão que escreve sobre homens perfeitos para mulheres complicadas. Homens, estes, surreais.

Cheguei a gargalhar em algumas cenas do filme que lotou as salas mundo afora. A trama: um cara encontra uma foto no meio da guerra, decide descobrir quem é a loira gostosinha e a encontra; ela tem um filho, ele se torna o melhor amigo do pirralho em uma semana; ela mora com a mãe, ele conquista a “véia” com seu jeito irritantemente prestativo; ela tem um ex-marido mala e violento – diferente do guerrilheiro –, e ele? Coloca o cara pra correr, claro.

Desafio do Virando Jornalista para este Dia dos Namorados: encontre um cara assim. Este é o lance que comentei: mulheres à procura de homens que não existem. Nicholas Sparks, seu... !

Ceticismo a parte, se tirar a guerra, o Zac Efron – ator que interpreta “o cara” no filme – e entender que todas aquelas qualidades nunca estarão reunidas em uma única pessoa, você pode, sim, ter seu romance publicado. Mas mão pelo sr. Sparks, que precisa de mais, muito mais, em suas histórias.

Convidado para um vinho no apartamento de um amigo, de um lado do balcão: Matheus Farizatto, analisando friamente os prós e os contras de seu recente término de relacionamento; e do outro, um homem com brilho nos olhos e sorriso sem graça ao comentar que estava se apaixonando.

Paralelo ao vinho e bom queijo servidos ali, um ônibus vinha de outra cidade trazendo a nova paixão sobre a qual eu ouvia. A pessoa viria passar o fim de semana com meu amigo.

Certa vez, fiz isso. Entrei em um intermunicipal rumo a um fim de semana com minha então nova paixão. O restultado não foi brilho nos olhos e sorriso sem graça ao comentar sobre mim. Ouvi que não poderia ter feito aquilo, que “se falei que era melhor você não vir é porque não era pra ter vindo”. Pois é. Mas o caso foi que seu ex-namorado havia ficado de lhe fazer uma visita, por isso eu não era tão “bem-vindo” naquele dia. Oremos.

Neste Dia dos Namorados, quebre o protocolo. Se a pessoa for louca por você, não precisa seguir algum dos roteiros de Nicholas Sparks para arrancar-lhe um sorriso espontâneo daquele que vale mais que um dito “eu te amo”. Cinema, jantar e motel são válidos para a data, mas melhor ainda é aferir a temperatura de sua paxião com situações não planejadas.

Quando foi a última vez que vocês deram um beijo que não fosse de “oi” ou “tchau”; aquele beijão, que deve acontecer também fora das preliminares, na surpresa, enquanto um recolhe a roupa do varal, por exemplo?

Diga que ama, mas faça também aquela ligação fora do horário que costumam conversar todos os dias.

Compre o presente que a pessoa tanto quer, mas lembre daquela sobremesa que ela adora quando estiver passando em frente a uma padaria. Chame um mototáxi e mande entregar uma dessas no trabalho do seu amor.

E sempre esteja disposto a entrar em um ônobus intermunicipal para encontrar a pessoa que ama. Faça isso com o mesmo amor, caso seja você quem irá recebê-la. Mostre que ama. Faça do seu relacionamento o filme mais realista e encantador, escrito para uma plateia de apenas duas pessoas. Feliz Dia dos Namorados.




8 comentários:

Maria Tereza disse...

Meu Deus...eu tô passando mal aqui...kkkk que texto fodãoooooooo, cara! Vou chorar...será que começo...porque se eu começar...hum, sei não, vai ser difícil parar porque tudo o que eu queria agora era pegar dois interestaduais ou dois voos e baixar lá onde o Judas perdeu as cuecas, só pra olhar nos olhos de alguém, cujo amor eu "acho" que um dia foi meu. Ufaaaaaa! Oremos.

kkkkkkkkkkkkkkkkk (amei este "oremos").

Você tá ficando igual ao vinho mesmo, amadinho: cada vez melhor. Com força.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J.H. disse...

E pras mulheres e pessoas que ainda acham que essas pessoas de livros, tão perfeitas, existem... Oremos!

Parabéns Matheus pelo belo trabalho que faz aqui no blog... seus textos são ótimos.

Deborah Di Giuseppe disse...

PERFEITO esse texto Ma!!! Estou sem palavras! LUXO. Bjos. Dé

Matheus Farizatto disse...

Minha lindona, Maria Tereza, por favor acesse o Decolar.com e faça isso! Hehehe.

Sou do tipo que PAGA MESMO pra ver.
Bjos

VJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJ

OBRIGADO, J.H.!
Oremos todos hehehe.

VJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJ

Hehehe, obrigado, Debby's!
LUXO é você!

Lucélia Muniz França [LUTO] disse...

Passando para desejar Um Ótimo Final de Semana!!!
Uma mensagem...
Só os sonhadores podem nos ensinar a voar." (Anne Marie Pierce)
BJs
http://www.luceliamuniz.blogspot.com.br/

Matheus Farizatto disse...

Adorei, Lu!

Um ótimo fim de semana pra você também. Bjo

Daniela Teixeira disse...

Eu não perco meu tempo vendo/lendo Nicholas Sparks não. Ninguém merece, mas valeu a dica.