terça-feira, 27 de setembro de 2011

Trabalho de Conclusão de Relacionamento

Passei um ano e meio trabalhando em meu TCC – Trabalho de Conclusão de Curso. Do terceiro para o quarto ano de faculdade, dormia ainda mais tarde para escrever minha monografia a tempo. Depois de completar dois anos de formado em Jornalismo, concluí pela quinta vez meu namoro que me formou após três anos de aulas diárias, porém, só agora vou começar o meu TCR – Trabalho de Conclusão de Relacionamento. Vai!

Escolhi mais uma vez a monografia. O motivo é o mesmo da época de faculdade: depende só de mim. Na graduação em Namoro, não tive tempo de fazer estágio. Droga! Mas para meu TCR, já estou com o raciocínio formado. Oba!

Não encontrei um orientador sequer para me ajudar com o Trabalho, mas sei que devo começar pelas pesquisas bibliográficas. No tema que escolhi não há muitas referências concretas, é tudo muito contraditório, mas encontrei algumas.

O filósofo e cantor, Fábio Junior, disse certa vez que um relacionamento pode acabar e recomeçar até cinco vezes. “Depois disso, não adianta insistir que não funciona mais”, explica Jr. Interessante. E a afirmação conclui que o meu mais recente namoro, então, teve seu último suspiro.

Não encontrei muito embasamento para a declaração de Junior, mas sei que ele reúne em sua obra vários casamentos mal sucedidos.

Em outra referência, pesquisei sobre o pensamento de Charlotte York, mestre em Romântica, formada em Sex and The City. Segundo York, o tempo que levamos para superar o fim de um relacionamento corresponde à metade do período que ele durou. Veja: se 1 + 1 = 2, que leva ao compromisso assumido, que corresponde a 6 anos de produto (resultado), então, 2 – 1 = 1, que leva ao retorno para o estado civil “solteiro”, irá corresponder a 3 anos para atingir o mínimo comum: igual a fim de relacionamento solucionado (superado) e bem resolvido. Sendo assim, nos moldes de raciocínio de Charlotte, irei superar meu rompimento no tempo de 1,5 ano.

Ainda tenho muito trabalho pela frente e além de não contar com orientador, estou sem prazo para entrega do meu TCR. Depois de passar pelo terrorismo do TCC, nunca pensei que seria ainda mais complicado escrever esta monografia.

De qualquer forma, ainda não me sinto tão seguro para apresentar meu Trabalho de Conclusão de Relacionamento.

7 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom o texto, acho que to começando a pensar em fazer um TRC.... mas espero superar mais rápido do que a teoria da Charlotte York..

Abraços t+
Filipe de Faria

Aline disse...

Ai Sami, dessa vez você se superou... rsrsrsrs!
Adorei, eu também estou fazendo meu TCR e posso garantir que é bem mais difícil e demorado que o TCC.
Vou colocar no meu Face o link para o pessoal ver.

Bjs
Aline

Matheus Farizatto disse...

Lipe, que bacana ler seu comentário!

Pois é, mas saiba que não dá para ter certeza se vamos ou não conseguir concluir este trabalho e ainda apresentá-lo para todo mundo da banca.

Temos que estar muito certo do que queremos e isso depende de muita coisa.

Sobre a teoria da Charlotte York, encontre a que melhor se encaixa em seu TCR.

Conte comigo. Abração.

VJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJVJ

Sandyyyyyy! Hehehe

É difícil mesmo. O que posso te desejar é boa sorte para encontrar referências suficientes e assim fundamentar seu Trabalho.

Um beijão.

PIMENTA E POESIA (Maria Tereza) disse...

Coisa mais linda da mãe........ah, nem....não gosto de te ver assim, coraçãozinho doendo (o meu tá passando por uma prova de fogo sem precedentes na minha vida...nem te conto...). Mas vc é forte, bravo e vai conseguir realizar o trabalho que se propuser...seja concluindo em suas últimas considerações ou anexando (recaídas são foda)ou até mesmo revendo toda a literatura disponível, começando pela sua própria, sempre. Tamo junto, fioti kkkk te abraço forte.

Matheus Farizatto disse...

Hehehe, vc cata EXATAMENTE o espírito da coisa, MARIA TEREZA! Mãe blogueira rsrs...

Estou aberto a todos os tipos de "finalizações" neste trabalho: seja em considerações, anexos ou revisão de literatura.

E este final dependerá realmente do mesmo ponto de partida: EU.

E sobre você? Algo que possa escrever no "Pimenta"?

Espero que esteja firme.
Um beijão. Força!

Lucélia Muniz França disse...

Parabéns pelo blog!!! Também participo da Cia dos Blogueiros!!! Bjs
http://www.luceliamuniz.blogspot.com/

Matheus Farizatto disse...

Oi, Lucélia!
Seja muito bem-vinda ao VJ.

O pessoal do Cia é ótimo!
Visitarei seu blog com calma.

Um beijão.