sexta-feira, 5 de agosto de 2011

"Combo Amigos"

Apesar do tempo sem combinar um cinema juntos, estes dois – melhores amigos – estão sempre na vida um do outro. Seja na cerveja com a turma, no segurar de onda em brigas nos namoros, ligações no meio do dia pra perguntar “e aí, vagabundo, beleza?”, trocas de emprego, aniversários, enfim, coisas da amizade. Homem de Ferro e Robin se tornaram “irmãos” ainda na Escola de Graduação Dinâmica para Super Heróis.

Durante a formação acadêmica: baladas, caronas até a escola, altos porres juntos, empréstimo de grana e colas durante as provas deram espaço para se conhecerem e admirarem logo de cara. “Tô contigo e não abro!”, definiram.

No último dos quatro anos de aula na escola de mensalidade absurda, ainda cursando as disciplinas de Estratégias de Combate a Vilões, Noções de Uniformes, Novas Tecnologias em Utensílios, Táticas com a Mídia, e Psicologia dos Super Poderes, o Homem de Ferro perdeu sua mãe, pessoa querida que passou meses internada e não resistiu. Ferro, que já era órfão de pai, fez jus a seu nome e tocou a formatura sem a presença da bem humorada senhora.

Enquanto a vida seguia, Robin continuava sempre por perto, enquanto o Homem de Ferro se mostrou forte. Em meses, Ferro conheceu a garota dos seus sonhos. A loira do Quarteto Fantástico o encantou à primeira vista e em dias se tornou assunto entre os dois amigos.

A Mulher Invisível já tinha sido casada e colecionava alguns relacionamentos mal sucedidos. Toda requintada e um pouco mais velha que o jovem Homem de Ferro, a Mulher Invisível abriu uma brecha para o bom rapaz que fugia de todos os padrões masculinos já imaginados pela loira.

No outro lado da amizade, Robin terminava seu relacionamento de anos com uma garota doce do interior porque estava apaixonado por outra pessoa. O inimaginável aconteceu a ele. Um relacionamento que ele sempre imaginou, mas jamais acreditou começava ali.

Eles se conheceram em uma festa entre amigos. Homem de Ferro e Robin reencontravam bons conhecidos que há tempos não viam, quando uma heroína que não atua mais na proteção da sociedade os apresentou. Com um aperto de mão, Robin cumprimentou o simpático de máscara e capa pretas, com quem conversou parte da noite e aceitou uma carona ao final da festa. O menino prodígio desceu do carro preto após trocar telefone com Batman, o homem morcego.

Batman e Robin estavam se conhecendo quando o Homem de Ferro e a Mulher Invisível começaram a namorar.



(Continua)

10 comentários:

Anônimo disse...

Cada vez melhor, sempre!!! Saudades de você viu, bjusss.
PS: Qualquer semelhança com a vida real é mera coincidência.

Livia disse...

Ops quase esqueci de assinar hheeh!
Bjuss Livia.

Ju disse...

Achei mto legal como sempre né?! rsrs, os personagens foram muito bem representados, rs! Ansiosa a espera da continuação!!!
Bjs

Blog VJ disse...

OBRIGADO, meninas!
Que bom que gostaram. E, Li, muita saudade de vc também. Da Ju, não hehehe... bjos em vocês!

A continuação entrará em breve no VJ! Divirtam-se!

Matheus

PIMENTA E POESIA disse...

Adorei o texto, Fioti, mas, uai...como "termina" essa história, tô em cólicas de curiosidade! Bjos, meu querido.

Matheus Farizatto disse...

Hehehe, segure a cólica, Maria Tereza! Um beijo

Ton disse...

Meu grande amigo..Apenas um resumo do que eu achei do texto e do que eu acho de você.."FODASTICO".
ÒTEMA SEMANA PARA SEMPREEE..RSRSRS

Abraçãooooooo

Blog VJ disse...

Hehehe... pra sempre fodásticos!
Valeu pelo comentário, lindão.

Abraço.

Fernanda disse...

Sabe a melhor parte de sumir e ficar sem acessar o VJ um tempao ?

É voltar e ter vááários posts " inéditos" ...rsrs

Agora, dá licenca, tenho vários textos fodásticos pra ler..rs

Beijas

Blog VirandoJornalista disse...

Hehehe, já estava com saudade, Fer!

Curto demais sua FIDELIDADE! rsrs

Um beijão

E leia muito, muito... o VJ.

Matheus