quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Olá, eu sou



Olá, eu sou o Matheus. Sou jornalista, me formei há dois anos. Ainda pago a faculdade, tive que negociar por pagar sozinho hehehe. Mas trabalho na área, sou assessor de imprensa. Até ganho bem. Mas só ando de ônibus, ainda não sobrou grana pra minha moto. Essa semana pedi pra minha mãe cortar a minha costeleta porque só terei dinheiro pra cortar o cabelo mês que vem. Tenho 23 anos! Nossa... e sou muito feliz. Tenho minha família e um ótimo relacionamento. Vivo apaixonado. Amo muito essa pessoa. No ano que vem, faremos três anos juntos.

Olá, eu sou a Isabela. Sou técnica em Enfermagem, me formei há dois anos. Não tive condições de pagar uma faculdade, então estudei para entrar no curso técnico gratuito. E trabalho na área. Não ganho muito bem. Mas agora comprei meu carro, ZERO! Lindo! Ainda nem chegou. Vou ao salão toda semana fazer às unhas e mensalmente fazer amaciamento e relaxamento em meu cabelo. Tenho 21 anos. É... eu sou muito feliz. Tenho a minha família e não tenho namorado. Vivo rindo de tudo... rarará!

Olá, eu sou o Eduardo. Sou jornalista, me formei há dois anos. Minha mãe pagou a faculdade inteira pra mim. Estou desempregado. Mas isso é temporário! Me viro sem grana. Até tenho meu carro, minha mãe quem me deu. Fiz 24 anos. Poutz... faz meses que não corto o cabelo, mas gosto assim. Sou feliz pra caralho! Meus pais faleceram, mas tenho a ela. Minha família agora. Sou muito apaixonado e amo demais essa menina. Nos casaremos no ano que vem. Ela espera um filho meu. Faz dois anos que estamos juntos.




Matheus? Isabela? Eduardo?
Quem está aí?



9 comentários:

Rodrigo Ziviani disse...

Cada um com a sua história e o seu termômetro da felicidade, que varia com o passar dos anos. O importante não é o que se tem, mas o que a gente faz com isso e como pesamos tudo na balança das prioridades. Bj.

Matheus Farizatto disse...

É isso mesmo, Ro. São escolhas que fazemos e o importante é sermos felizes com elas. E não há certo ou errado ou até mesmo ordem para se fazer as coisas.
É desse mesmo jeito, que elas são também todas passageiras.

Um bjo.

Tássia Beig disse...

Olá. Eu sou a Tássia Beig, uma menina meio mulher. Sou a rainha do busão, assopro o semaforo pra ele ficar verde e Amo intensamente o meu Lindo. Casada, feliz, gordinha. Amigos são a família que eu escolhi e minha família é um presente do Cara lá de cima.

Matheus Farizatto disse...

Este meu comentário é só para confirmar que a Tássia é mesmo tudo isso que ela disse!

Essa menina é linda demais, demais!

Um beijo, Tatá!
Obrigado pelo comentário.

Lucimara Souza disse...

Adorei a simplicidade e a maravilhosa essência de sua postagem.
Desculpe estar meio sumida ultimamente. Minha semana é meio louca... rs
Bjão pra vc!

Lucimara Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Livia disse...

Nossa gente que lindoo, quase chorei agora... (sem sarcasmo!). Acho que não consigo me definir em um parágrafo ou minha capacidade de sintetizar tá meio fraca sei lá...
Amo vocês! Bjuss

Matheus Farizatto disse...

É sempre ótimo saber que arrumou um tempinho para passar aqui, Lu. Imagino o quanto deve estar corrido pra você. Fique tranquila. Obrigado pela visita e que bom que adorou o texto. Um beijão.

Oi, Li! Pois é, pode ser muito simples nos definirmos em um parágrafo, mas muitas coisas sempre ficarão de fora. De qualquer forma, essa definição poderá não durar muito, pois algumas coisas mudam rápido demais. Você é linda demais! Também amamos você! Bjos.

Matheus Farizatto disse...

É sempre ótimo saber que arrumou um tempinho para passar aqui, Lu. Imagino o quanto deve estar corrido pra você. Fique tranquila. Obrigado pela visita e que bom que adorou o texto. Um beijão.

Oi, Li! Pois é, pode ser muito simples nos definirmos em um parágrafo, mas muitas coisas sempre ficarão de fora. De qualquer forma, essa definição poderá não durar muito, pois algumas coisas mudam rápido demais. Você é linda demais! Também amamos você! Bjos.