sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Julia Ana, Julia e Ana


Ter que pegar aquela maldita van todo dia e viajar de Jardinópolis a Ribeirão Preto (SP) – tenho que sinalizar o Estado porque o VirandoJornalista recebe visitas até de Bali. Bjo no turbante! – para trabalhar, nunca tirou Julia Ana do sério.

A jovem dorme cedo, logo após assistir à sua série predileta; e madruga, para comer dois filões antes de chegar ao ambulatório em que trabalha na cidade vizinha. Acordar tão cedo também não irrita essa menina.



De jaleco branco, trabalha o dia todo. Sua chefe, uma múmia. Finge-se de besta. Corre de trabalho, feito o diabo da cruz. Sobra tudo para Julia Ana, que não perde a estribeira e faz com carinho seu trabalho, e o da chefa fofa também.
No fim da tarde, exausta, porém tranquila, a moça caminha até o ponto e retorna na maldita van para viajar por volta de uma hora até sua cidade. Ao seu lado, os “mano de aba reta” ouvem no último volume o rap que toca em seus celulares. Julia Ana olha pela janela da van, numa boa, nada a abala.


São 5h da manhã e Julia Ana já terminou seu segundo filão. Creme e presilhas no cabelo. Caminhada até o ponto da maldita van, que pra ela, não tem nada de infeliz.


– Tudo bem dona Cândida, pronto. Agora a senhora pode aguardar que já iremos colher o sangue - diz Julia Ana após aferir a pressão de uma senhorinha no ambulatório. Atrás da idosa, uma fila com mais dezenas de pessoas para a técnica em Enfermagem atender. Julia Ana é tranquila. E sem problemas, segue com seu trabalho.


Em seu bolso, o celular toca o som da Beyoncé. No visor, o nome de sua irmã mais nova, Julia.


– Oi - atendeu Julia Ana com a voz séria.
– Oi. Tudo certo aí?
– Fala logo, Julia. Estou no trabalho.
– Ah, tá. Muito corrido aí?
– Não te interessa. O que é? Fala menina!
– Ah, é que estou com uma dúvida. Me deu um branco. Estou no MSN com a Taísa e...
– NOSSA, JULIA, FALA LOGO! Vou desligar!
– Ixi, calma. É que eu não lembro se “conheço” se escreve com “s” ou com “c”.
– Pelo amor de Deeeeeeus! Você me ligou pra isso? Não acredito. É com “c”, né Julia! “C” e cedilha! – que menina burra, pensou sem paciência e só não falou porque estava no trabalho.
– Ah, então tá. Um beijo. Tchau.
– Espera! Você tinha que me ligar pra isso? Por que não perguntou pra mãe aí em casa?
– Eu perguntei. Mas ela também não sabe.
– Nossa... - pensou Julia Ana sobre sua mãe, Ana.


Julia Ana, inconformada, desligou o celular. Colocou-o no bolso do jaleco branco e voltou a atender aos pacientes. Ela sempre muito paciente. No fim da tarde caminhou até o ponto da maldita van rumo à Jardinópolis.
* Imagens: "Os Simpsons" – meu desenho animado predileto!

10 comentários:

Marisa Mattos disse...

Olá...te vi no Companhia dos Blogueis,vim conferir e adorei.Vou persegui-lo

Matheus Farizatto disse...

Hehehe pode perseguir, Marisa!
Obrigado pela perseguição!

Beijo grande!

Petit Gabi disse...

Oi Matheus!!!

Obrigada pela visita e pelo comentário fofo. Também gostei do teu blog e estou seguindo para ficar por dentro das novas postagens.
E essa Julia Ana aí, hein... Só é paciente com seus pacientes. Com a irmanzinha que é bom! rs

Beijos!

Matheus Farizatto disse...

Com a irmã que é bom... NADA, Gabi! hehehe... uma peça!

Muito obrigado por seguir o VJ. Será ótimo ter você por aqui também.

Um beijão.

Greice disse...

Oi, Matheus!
Te vi no blog da Patricia e resolvi passar para fazer uma visita, que será a primeira de muitas, pode ter certeza!
Gostei muito da tua forma de escrever!
Beijo!

Lucimara Souza disse...

Matheus!!!
Fiquei feliz em encontrar o VJ lá na Cia de blogueiros.
Bem bacana, né?

Bjão pra vc...

Matheus Farizatto disse...

Olha que bacana, Greice! Gosto muito do blog da Patrícia.

Bom demais receber a sua visita. Já que você disse, tenho certeza que virá sempre que puder!

Obrigado pelo comentário, que bom que curtiu esse meu jeito de escrever hehe.

BeijOul, Greice!

Matheus Farizatto disse...

Valeu, Lu! (não sei porque seu comentário apareceu antes da minha resposta ao da Greice, mas tudo bem! hehehe)

Também vi o "Textos e Reflexões" mandando ver por lá! Muito legal!
Acho importante essa interação.

Aquele beijaço, Lu!

Mariana Dias disse...

Oi! Gostei do teu blog!!
Essas meninas sao pura criacao ou vc se inspirou em alguem?

Matheus Farizatto disse...

Olá, Mariana! Ah, que bom que curtiu o VJ.

Você sabe, mesmo em toda criação, sempre há uma dose de inspiração vinda de algo ou alguém... hehehe

Espero vê-la outra vez por aqui!
Fique à vontade.

Bjo!