sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Amizade depois do namoro, rola?

Tá legal. Vamos lá. Eu sempre fui da opinião de que não é possível ser amigo de “ex”. Sempre pensei assim. Pelo menos no prazo de DOIS ANOS, acho que o contato deve ser mínimo ou nenhum – por que esse prazo? Não sei (risos), mas é daí pra mais!



Só assim pode ser feita a limpeza que precisamos. Só assim poderemos alcançar o tão buscado: ZERO! – zero ciúme, zero querer saber de parte da vida pessoal do outro, zero recaída quando estamos bêbados ou chegando ao fim de semana, zero pé atrás antes de beijar outra pessoa, zero satisfação do que fez ou preocupação no pensar em fazer.


Acredito que só assim seja possível ter uma verdadeira amizade. E olhe lá, se rolar mesmo! – pois nunca passei por isso. Obrigado! Afinal, meu “ex, ex” relacionamento eu nunca mais vi! DOIS ANOS! – E outra, vamos combinar que em verdadeiros amigos a gente não tem vontade de beijar na boca nem “COISÁ” em momento algum, né meeesss?
Essa “amizade” logo após fim de namoro, sinceramente, soa como “você ainda é meu e não vai ser de mais de ninguém”!
Pra mim, o contato com “ex” logo após o término do relacionamento deve ser somente através de um Caixa Eletrônico.


Assim: você utiliza um cartão – que pertence só a você – para ter acesso e já sabe o que está por vir. A situação é fria e é você quem está no controle de TUDO! O nome dele ou dela dará lugar a números que não te trazem lembrança alguma – nem número de placa do carro, muito menos telefone ou data de aniversário de namoro!

Em vez de ouvir "você é muito especial e eu nunca vou te esquecer", "quero continuar sendo seu amigo porque gosto muito de você", "não me tira da sua vida, porque eu me importo com você", "pode contar sempre comigo, pro que quer que você precise", tudo o que você ouvirá será “pi pi pi” e “piiiiiiii”! Não é melhor? (risos)

E então você faz um DEPÓSITO! Escolhe o valor que dedicará àquela pessoa e BOA! MANDA O ENVELOPE! Todo mundo sai ganhando! Você DEPOSITA a sua parte e a outra parte recebe. Você não desfaz da pessoa, mas também não causa DÉBITO algum. Ainda não é um amigo, mas também não se prejudica. Apesar do depósito enviado, o SALDO é SEU! É suficiente para quem terminou um relacionamento há pouco tempo. O QUE ACHA? REPONDA À ENQUETE NA LATERAL DO BLOG!


Se não for através do Caixa Eletrônico, o que acontece é nisso:


Eu digo “Adeus”, e você diz “Olá”
Você diz que não sabe por que eu disse “Adeus”
Você diz “Olá, olá, olá!”

Eu digo: “Por quê?” E você diz: “Eu não sei!”

Você diz “Sim!”
Eu digo “Não!”
Você diz “Pare!”
E eu digo “Vá Vá Vá!”

Oh não!
Eu digo “Adeus”, e você diz “Olá”
Você diz que não sabe por que eu disse “Adeus”
Você diz “Olá, olá, olááá!”

Adaptado da letra de “Hello Googbye” – The Beatles.

AGORA CATA O VÍDEO DA MÚSICA!
VALE MUITO A PENA! O FINAL É O MELHOR!

... E COMENTE, L.Ó.G.I.C.O!






Imagem
ultradownloads.uol.com.br
befunky.com

24 comentários:

Julia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julia disse...

o meu ex é o meu amor e ele nunca vai ser o meu amigo prefiro outros"

Gi.Lene disse...

EX BOM É EX-MORTO!!!!!ririri

Gente nunca passei por isso, mas é impossivel ser amigo de ex, uma pessoa q te conheceu tão intimamente.

TEM Q ZERAR MESMO GENTE!!!

Pablo disse...

Veja o que eu acho atravez da minha conversa por msn com o autor. hehehee

Matheus Farizatto diz:
salve, pablo
tudo bem?
vc acha que é possível ter amizade com ex?
Pablo Torrens diz:
nao
rs
eu acho que não
ahhh
depende
rsrsrs
eu conheço um amigo que é amigo do ex
Matheus Farizatto diz:
é difícil né
Pablo Torrens diz:
mas eu tive um ex que meu namorado nao quer nem ver ele na frente, Mas acho que tudo depende de como terminou
rsrsr

Entao é isso.

Tudo depende como termina. Se foi mal, vai ser mal, mas se foi do bem e tipo... acabou por ambos (que é dificil acontecer) mas acontece, acho que pode até rolar a amizade.

=)

abraços, ótimo blog!!!

Mariza Lima disse...

Muito Bom Sr Jornalista. . .

Curto muito isso em vc, levar à dar risada com coisas que nem queremos tocar no assunto!!!!

Acredito que o pessoal que tb lê concordam comigo!!!!

Inté!!!

Matheus Farizatto disse...

Que bacana ver a opinião de vocês! A enquete está bem divida, né? Vamos ver até o final.

É muito complicado mesmo. Depende de muita coisa. Mas mesmo que termine tudo bem, acho que é necessário um tempo com pouco contato para não misturarem as coisas.

MAIS OPINIÕES?

Beijos a todos!

Lucimara Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucimara Souza disse...

Matheus,
Sem chances... Não dá! Quando o ex é de outra cidade, melhor ainda.
Meu ex é de SP e a ex do meu atual é de uma cidade vizinha...
O melhor a fazer é manter esses quilômetros de distância. Todos ficam felizes... rs
Agora... vamos combinaaaar?!?!, Qdo o ex- ou a ex- se acha no direito de enviar presentinho... Nossa... Aí não dá!
Acabou, acabou, gente!
A fase de trocar mimos já eraaaa!
bjs, amigo!

(acho que me exacerbei... rs :$)

Confira lá o post de aniversário...
www.textos-e-reflexoes.blogspot.com

Rodrigo Ziviani disse...

O Pablo aí falou tudo. Tudo depende... Eu tenho a incrível habilidade de me tornar amigo - e dos bons, hehe - após os términos dos meus relacionamentos. Acho que porque sempre terminaram numa boa, com honestidade e respeito. E porque o que senti sempre foi sincero. Amor de verdade não acaba, se transforma!! Os bons relacionamentos sempre ficam, quando significaram algo especial. Se não temos apego, daquele que faz mal, e deixamos a vida fluir, não vejo motivo pra não ter amizade. Amizade, aliás, é o mais belo dos sentimentos, porque inclui tudo: amor, respeito, admiração e querer bem!! Namoro que termina e simplesmente acaba não significou nada, é porque não vale a pena guardar mais nada. Graças a Deus, não sei o que é isso. Tudo, pra mim, vale a pena. Principalmente a amizade. Pode ser ex, não tem problema. Não me importo. Mas...esse sou eu, né? Pelo jeito, quase todo mundo pensa diferente, coloca prazos, essas coisas que, para mim, não fazem sentido algum. A vida tem que rolar e colocar tudo no seu devido lugar. Não adianta a gente querer ter controle sobre o que não tem. Vixi, pra variar, escrevi um testamento. Bom post, Má. Viu como rendeu? Rs. Bjo. Bom fds.

Matheus Farizatto disse...

Não se exacervou, nada Lu! Pois é, essa distância eu acredito que sirva muito pra muita coisa, mas principalmente para manter cada um em seu devido lugar para que ninguém seja prejudicado. Agora, essa do "presentinho" foi demais mesmo (risos). Distância nenhuma resolveria isso!

Pode ser que aconteça mesmo, Ro. Mas depende mesmo de muita coisa. O mais importante é que nenhum seja prejudicado em momento algum, pois a amizade é mesmo algo que está longe de prejudicar alguém.
Essa semana assistis ao "Chico Xavier", e ele coloca aquele conhecido pensamento que gosto tanto: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim".
E assim, talvez, possa surgir a verdadeira amizade entre ex-namorados.

Obrigado pelos comentários.
Um beijão em vocês!

Anônimo disse...

Má, Tenho uma amiga que sempre diz: "Com tanta gente no mundo, porque eu seria amiga do meu ex?"
Bjo
Karol

Matheus Farizatto disse...

Aauahauha... boa, Karol!

Pois é, se olharmos por esse lado, que falta faria essa amizade se temos tantos outros verdadeiros amigos? Fica pra pensarmos.

Um bjo.
Adorei te ver aqui.

Grace Kelly Cano disse...

Ai ai ai....um tanto questionador...
Na boa, acho que rola amizade quando nunca houve verdadeiro amor!
Pq o amor, entre tantas coisas boas que traz consigo, nos apresenta ciúmes, dúvidas, saudade e tantas outras emoções que não cabem no contexto "amizade".
Agora se vc namorou e não se envolveu "plenamente", se não se entregou e se não amou de verdade, ótimo. Essa pessoa pode ter sido um grande amigo que vc apenas, por deslize, beijou na boca.
O que fica pode ser carinho, admiração, respeito...e pra dividir tudo isso já temos nossos amigos...aqueles mesmos que aguentaram a barra quando o namoro terminou...

Como sempre, adorei né Samynho!

Amodoroooo!!

Bjooooooo

Alexandre Carlomagno disse...

Excelente post. Não só a leitura estava extremamente prazerosa, como, quando chego ao fim, tem BEATLES! E de excelência passa para genialismo (culpa dos "quatro fabulosos"!). Mas enfim, quanto ao assunto, eu não acho possível estipular um prazo para esquecer antigos amores/paixões/peguetes/ficadas/fodas/esbarrões/selinhos/olhadas/seja-lá-o-que-for; primeiro, pois só de lembrar que esqueceu você já está, obviamente - e nem preciso completar a sentença. Segundo, porque recordar é viver; o passado nos deixa mais calejados, prontos para não cometermos o mesmo erro.E terceiro, e agora sim, dentro do contexto do texto, para acabar com a tentação demoníaca-carnal de se aproximar novamente, eu acho que... Bem, depende da pessoa.

No meu caso, odeio perder tempo. Desde fila de banco passando pela espera do filme começar, até mesmo o luto quando meu pai faleceu. A vida está aí para ser vivida. Ganho e perda; sim e não; vida e morte; tristeza e felicidade; todos existem e coexistem - é parte intrinséca de um todo que nos forma. Assim sendo, se é pra esquecer, tento se esquecer o mais rápido possível. Se recair, seja por bebedeira ou conscientemente, então vá - mais vai logo.

E eu nem mais sobre o que falo. É domingo de manhã, estou divagando...

Não são opiniões, são intenções. Como diz o título daquela música, eu só sou sentimental quando eu me fodo. Então...

Matheus Farizatto disse...

MUITO BOM, Alexandre! Adoro seus comentários!

A questão da "sensação de perda de tempo" já diz muita coisa. Também luto diariamente para que não haja espaço para o meu arquinimigo chamado "Dark Deperdícius de Vitha".

E é nessas horas que eu o derroto em uma batalha que sempre me motiva a seguir em frente!

Valeu pelas palavras!
Um abração!

Gi.Lene disse...

SUCESSO SEU POST HEIM....

reangels disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
reangels disse...

É muito difícil ser AMIGA de ex. Principalmente quando seu EX é do tipo de pessoa que não tem você mas não te quer com outro. Egoísta a bem da verdade.
A amizade com ex ocorre quando há respeito entre os dois. à vezes o rompimento ocorre justamente por FALTA de respeito e aí a gente fica com receio de ter amizade. Penso que nesse caso a amizade é ou um disfarce diante das pessoas para não causar má impressão, ou tem vínculo como filhos, posses, obrigações.
Também tem o fato de se querer amizade porque a pessoa só ocrresponde como amigo. Não é bem o que se queria como companheira para o dia a dia mas em alguma coisa ela te serve. Medo da solidão. Mas, no íntimo a parte que rompe tem outros objetivos e vontades com outras pessoas e pensa que a parte "deixada" é sensível e não se quer "machucar". Tudo isso são sentimentos que se tem, de alguma forma, a menos no princípio do rompimento. Zerar tudo de uma vez é difícil e doloroso mas, se conseguirmos é o melhor pois quando estamos zerados procuramos preencher o vazio e nessa podemos encontrar caminhos melhores do que ficar pensando: porque? como? Nenhum dos dois é a última bolacha do pacote mas tem quem insiste em deixá-la lá porque não quer parecer o guloso ou esfomeado.
Quando me separei, meu ex ficou 8 anos ausente de compromissos até com os filhos mas não liberava o divórcio porque arruma como desculpa um compromisso doutrinário mas viveu no bem bom como achou que podia. Quando percebeu que apareceu alguém querendo compromisso decidiu voltar e arruinou de vez minhas esperanças e minha vida inclusive financeira. Daí, como eu não estava com ninguém achou que podia DE NOVO ser dono da situação. Foi quando a juíza viu o processo mofando lá e, por ter decisão consensual ela decidiu nos divorciar e mandou a advogada avisar.Me senti tão aliviada mesmo estando só.
Tempos depois pensei em ter alguém para não ficar só mas lancei todo o meu coração numa esperança que só depois fui perceber que estava me iludindo pois no final das contas, acreditei em todo aquele charme e demonstração de carinho me daria o futuro esperado com alguém para compartilhar o dia a dia, mas do nada, ele achou que eu não era bem o que queria pois quando estava só, precisou de minha atenção e quando apareceu outras oportunidades eu passei a ser uma das mercadorias para escolha (ao menos foi assim que me senti)e aí tudo acabou com desculpas que não as aceito até hoje.E depois de se distanciar ainda comentou sobre ter amizade. Assim fica muito difícil...é mais fácil uma amizade verdadeira se tornar em um grande amor do que um amor tão intenso ter a mesma amizade.
concordo com Grace Kelly:
O que fica pode ser carinho, admiração, respeito...e pra dividir tudo isso já temos nossos amigos...aqueles mesmos que aguentaram a barra quando o namoro terminou...

Matheus Farizatto disse...

Oi, Reangels. Tudo bem?

Poxa, adorei seu depoimento. Muito pé no chão, consciente de cada momento que passou.
Em resumo, é isso mesmo: amizade depois do namoro, na maioria dos casos, soa "conveniência", por motivos variados.

Muito obrigado pela mensagem.
Espero poder conversarmos através do VJ. Seja muito bem-vinda.

Um beijo e obrigado.

Matheus.

Alex!!! disse...

Sábias palavras

"Tudo depende... Eu tenho a incrível habilidade de me tornar amigo - e dos bons, hehe - após os términos dos meus relacionamentos. Acho que porque sempre terminaram numa boa, com honestidade e respeito. E porque o que senti sempre foi sincero. Amor de verdade não acaba, se transforma!! Os bons relacionamentos sempre ficam, quando significaram algo especial. Se não temos apego, daquele que faz mal, e deixamos a vida fluir, não vejo motivo pra não ter amizade. Amizade, aliás, é o mais belo dos sentimentos, porque inclui tudo: amor, respeito, admiração e querer bem!! Namoro que termina e simplesmente acaba não significou nada, é porque não vale a pena guardar mais nada. Graças a Deus, não sei o que é isso. Tudo, pra mim, vale a pena. Principalmente a amizade. Pode ser ex, não tem problema. Não me importo. Mas...esse sou eu, né? Pelo jeito, quase todo mundo pensa diferente, coloca prazos, essas coisas que, para mim, não fazem sentido algum. A vida tem que rolar e colocar tudo no seu devido lugar. Não adianta a gente querer ter controle sobre o que não tem. Vixi, pra variar, escrevi um testamento. Bom post, Má. Viu como rendeu? Rs. Bjo. Bom fds." - Rodrigo Ziviani

Maria Tereza disse...

Hum...não gostei. kkk Não fico feliz quando um amor termina, sabe. Amor não...quando uma relação forte termina. Gosto de finais felizes e esse é meu mal. Quero todo mundo feliz e beijando na boca. E "coisando", muito, de preferência.

Fico triste... Como sou casada há trocentos anos (23 kkkkkkkkkk), não sei mais o que é ter ex-namorado. Mas sei o que é ter ex-amor e posso garantir: dói pra caralho. Sangra na pele. A gente sua sangue pra dar conta de entender que o amor se tornou unilateral.

Sou péssima nisso: sempre acredito que tudo tem volta. Oremos! kkk

Um beijo Fiotis (one and two: amo vocês).

Matheus Farizatto disse...

Mary Terry!

Ex é ex - a situação é fodida de qualquer jeito rsrsrs.

DÓI meixmo.

Bju.

Karoline Mendes disse...

Ele me fez muito mal, ainda o amo. rs
Mais sei qe nunca foi uma pessoa ruim pra mim, pelo menos até o termino.. rs
Enfim, quero ter uma amizade. Sei qe não vai ser facil. Não custa nada tentar, né ?
Bjãoooo !

Matheus Farizatto disse...

Pois é, Karoline. Na dúvida, experimente.

Beijão e obrigado pelo comentário.