terça-feira, 25 de maio de 2010

Mulher gera mulher


Mulher tem que esperar. Deixar as coisas para depois. Se conformar com a limitação de prazeres, como controlar seu orgasmo enquanto o homem atinge o seu. É assim. E é assim que uma mulher gera outra mulher e o ciclo continua.
Que a mulherada é limitada pela sociedade em vários aspectos - e principalmente pelos homens - nada de novidade. Os exemplos são os mais variados. Do sapato de salto alto que faz barulho ao caminhar pelo escritório e incomoda alguns até mesmo a censura ao falar palavrão - já testemunhei ambas implicações.

O motivo desta postagem é a conversa que ouvi – e que em seguida participei para perguntar mais – sobre a gravidez e as formas de dar à luz um menino ou uma menina.
Na conversa entre duas amigas – uma gestante e outra aspirante - dicas do ginecologista José Bento sobre alguns fatores que podem colaborar com a gravidez que trará ao mundo um novo limitador ou uma nova figura a ser limitada. E essa coisa de “limitação para a mulherada”, acredite, já começa aí.

Se quiser ter uma “princesinha”, a mulher não pode gozar ao mesmo tempo em que o parceiro. Menos ainda antes dele! É isso mesmo mulherada: controlem-se, segurem o prazer, NÃO GOZEM! E assim, nascerá uma nova mulher.
Para ter um “homenzinho”, cara mulher: relaxe – goze sem fronteiras – essa foi meio propaganda da TIM, reconheço - antes e enquanto o parceiro também sai do corpo de tanto prazer! Tenha prazer! Tenha um homem!

O que mais? Para gerar uma outra mulher, até mesmo a penetração deve ser limitada. Quanto mais pra dentro, mais homem. Quanto mais fica pra fora, menos prazer para a mulher, e então, aí vem uma nova companheira.

Entre outros motivos para tudo isso e muito mais – veja a lista no fim da postagem – estão as habilidades do espermatozóide com lacinho e o com gravatinha. Só então que: UM PONTO PARA AS MENINAS!
O “peixinho” que fecundará o óvulo para dar origem a uma fêmea é mais lento (MAIS UM PONTO PARA OS MENINOS), porém, mais RESISTENTES.
Por isso, a mulher deve ter a relação cerca de dois dias antes de ovular porque quando isso acontecer, todos os “machinhos” estarão mortos e os espermatozóides com lacinhos poderão desfilar tranquilamente até o óvulo. Senão, se a relação acontecer no dia da ovulação, os CARAS já chegam logo invadindo tudo e saem fecundando o primeiro óvulo que estiver na frente – você sabe, coisa de MACHO mesmo.


Olha só:

PARA TER MENINO + O homem deve usar uma cueca mais larga (nada de limitação), pois a temperatura influencia. + O homem tem que penetrar o mais próximo possível do colo do útero (quanto mais dentro, melhor!). + A mulher deve ter orgasmos antes ou junto com o parceiro (a mulher pode gozar sem neura!). + É importante que a relação ocorra no dia da ovulação.

PARA TER MENINA - O homem precisa usar uma cueca apertada durante o dia todo (começa cedo a limitação!), pois quanto mais quente a temperatura, melhor. - O homem não pode penetrar tão profundamente (entrada limitada!).
- A mulher deve ter orgasmos somente depois do marido (a mulher não pode gozar antes do homem!). - A relação pode ocorrer até dois dias antes da ovulação.



HOMEM? MULHER? COMENTE.

12 comentários:

Tássia Beig disse...

Algo que me causa espanto, e faz pensar: Onde esse mundo vai parar? Que tipo de igualdade é essa? E depois dessas questões, lembro que as vezes o mais importante são as perguntas, e não as respostas. Mesmo porque a resposta já temos, então melhor contar somente com a indignação de perguntar!
ótimo texto meu amorrreeeee, vc é demais!

Beijãoooo

Gi.Lene disse...

SENSACIONAL!!!
Não há melhor maneira pra se falar disso. Não devermos ser radicais, mesmo porque ninguém em seu estado pleno, ficaria neurotico a ponto de seguir cada passinho pra 'gerar' o que quer.
Ter filhos é um ato de prazer!

Gi.Lene disse...

E lembrando, mulher só gera mulher, pq nos só temos os cromossomos XX, pra gerarmos meninos precisamos do homem né. Olha a dependencia aí!!!!

Anônimo disse...

O IMPORTANTE É POR PRA DENTRO...A "MUIE" PISOU NA CAIXINHA DE FOSFORO, FEZ "CRECK"...É NOIS MALANDRAGEM

Matheus Farizatto disse...

Pois é, Tássia. Às vezes é melhor questionar para tentar mudar a resposta.
E Gi, MUITO BEM LEMBRADO! Até nisso a imagem da mulher fica limitada! Mas também, que diferença faz esse "Y", né?
O neócio é ser SEM NEURA mesmo!

Matheus Farizatto disse...

Nossa, ainda bem que esse "ser" postou como anônimo. Mas quem conhece sabe quem é (risos), MALA!

Fran disse...

Então quer dizer: se eu encontrar uma amiga q teve um menino, posso falar que ele é um grande tanga frouxa. É isso?

Fran disse...

digo, o marido dela??

Matheus Farizatto disse...

É P.R.A.T.I.C.A.M.E.N.T.E. ISSO, Fran!

Lilian Marcelino disse...

Ai Matheus, você me trinca, risos. Teus posts são muito engraçados sempre. Vou pensar nisso a partir de agora,risos. Beijocas

Matheus Farizatto disse...

Pense, Lilian. Pense que logo, logo a sociedade vai te cobrar! Você sabe, né? Depois do casório...
Muito bom ter você por aqui!

Um beijão.

Fernanda disse...

Rá! tá explicado pq eu só tive meninos...rs

OBS. Tenho 3